SALAD DAYS

JORGE MACIEL

leave a comment »

Retrato de Jorge Maciel por Pedro Cabral Santo

Retrato de Jorge Maciel por Pedro Cabral Santo

É um respigador por natureza. Alguém que colecciona o que os outros deitam fora, alguém que acumula e tenta ordenar o mundo por meio do que a maioria acha desperdício. Foi na ESAD das Caldas da Rainha que Jorge Maciel (n.1982, Vila de Punhe) aprendeu a dar ordem ao material recolhido, sejam caixas de cartão, embalagens vazias, móveis antigos. Reconstrói, reinterpreta. No fim as suas peças tomam a forma de instalações em que o público é parte integrante. Nos 7/10 apresenta uma única grande peça, no meio da sala, uma espécie de híbrido entre um coreto e um carrossel, produzido a partir de móveis velhos cortados, embutidos, inclinados, partidos, desmontados peça à peça. Uma construção caótica pelo meio da ordem da sala de exposições temporárias do peso-pesado, que é a Fundação Gulbenkian. SP

Advertisements

Written by msdove

October 3, 2008 at 1:22 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: